O Colégio Perseverança (1860-1885)

Antonio Cesarino foi um homem negro, livre, considerado como “pardo”, que investiu no mundo dos negócios, fundou e manteve por mais de duas décadas – com sua mulher e filhas – um dos mais significativos colégios para mulheres em Campinas, no último quarto do século XIX. A narrativa e a análise da trajetória de Antonio Cesarino expõem alguns traços pertinentes de sua biografia, compreendendo, em especial, as relações desse homem com a sociedade em que vivia e as disposições presentes nesse campo.

1 2 3 49